:::: MENU ::::
Browsing posts in: Javascript

Node.js: O que é esse Event Loop afinal?

Enquanto escrevo meu livro Construindo APIs testáveis com Node.js acabei fazendo uma imersão no código do google v8 e também no Node.js para entender como eles trabalham juntos. Agora resolvi dividir esse aprendizado com vocês, esse conteúdo também estará no livro, então todo o feedback é muito bem vindo. O conteúdo se divide em duas partes, a primeira esta aqui , ela é mais introdutória a o que é o google v8, i/o assíncrono e single thread. Aconselho fortemente a leitura antes de prosseguir no artigo de hoje.

Continue Reading




Estrutura de diretórios e arquivos em projetos Node.js

Um dos primeiros desafios quando começamos uma aplicação em Node.js é a estrutura do projeto. Uma das grandes conveniências do Node, por ser javascript, é a liberdade para estrutura, design de código, patterns e etc, mas isso também pode gerar confusão para os novos desenvolvedores.

Continue Reading


Construindo uma API testável com Node.js

Cada vez mais vemos APIs com Node.js. Certamente a facilidade de usar javascript no front-end e backend é um dos motivos desse crescimento. Além disso o Node.js prove algumas caracteristicas atraentes como programação assincronica, modularização e etc.

Continue Reading


Tudo o que você precisa saber para rodar Node.js com Docker

Agora além da toalha todo o desenvolvedor deve levar consigo também o Docker. Em tempos em que não precisamos mais instalar serviços na própria maquina. Em que as aplicações são facilmente movidas de um lugar para o outro. Devemos aproveitar isso ao máximo.

Continue Reading



ECMAScript 6: Desmistificando as Classes

Desde seu anúncio, as classes no javascript tem gerado muita discórdia. Vários desenvolvedores ativos da comunidade tomaram posições divergentes sobre o assunto, um exemplo é o artigo Two Pillars of javascript escrito pelo Eric Elliot, onde ele fala sobre as vantagens da composição sob Continue Reading


ECMAScript 6: default values of parameters

Antes do ECMAScrit6 não havia uma maneira nativa de definir valores padrão para parâmetros, ou seja, precisávamos implementar nossa própria lógica. Uma solução muito utilizada era nomear os parâmetros e testá-los dentro da função para Continue Reading


Pages:12